Pesquise este blog

sábado, janeiro 06, 2007



Ensinamentos de borboleta

Tenho um jardim, do qual me orgulho. Adoro cuidar de minhas flores e minhas plantas. Surpreendo-me com as peças que a natureza nos prega, hoje mesmo ao me abaixar para pegar algumas folhas secas, percebi que uma delas se mexia, fiquei olhando por um tempo, pensando tratar-se de uma formiga. Mas logo parou e não contive o impulso de levantar a folha, ao tocá-la voou, isso mesmo, era uma borboleta camuflada, era exatamente como uma.
Fiquei observando para vê-la pousar e apreciar as semelhanças e perguntando-me porque uma borboleta, que poderia ser linda, colorida, mostrava-se como uma folha seca, entre tantas outras, tentava se misturar, fantasiando ser o que não é, em sua essência.
Seria humilde por não se mostrar, ou dissimulada por se camuflar?
Poderia traçar uma linha tênue entre essa borboleta e eu.




DIREITOS AUTORAIS E A PROPRIEDADE INTELECTUALCopyright © 2006. É proibida a venda ou reprodução de qualquer parte do conteúdo deste site. Este texto está protegido por direitos autorais. A cópia não autorizada implica penalidades previstas na Lei 9.610/98.Convido você leitor, para que visite meu blog:http://dialeticadofrenesi.blogspot.com/

3 comentários:

Claudio Eugenio Luz disse...

Pois, recebi agora seu email. Vou colocar as leituras de seus textos em dia. Hábeijos

Anderson Julio disse...

larissa vc é muita talentosa...Obrigado pela postagem em meu blog.
Queria poder trocar ideias com vc.
meu email é andersonjulio@oi.com.br (msn tb)
bjs de poesia!

Edson Marques disse...

Abraços, flores, estrelas...


A ousadia move o mundo!